domingo, 9 de novembro de 2014

FUGA E LIBERTAÇÃO




P-Qual a diferença entre fuga e libertação?
AL-Há uma grande diferença entre fuga e libertação. Na libertação ataca-se a raiz do problema, contribuindo assim para sua total erradicação. Na fuga, tenta-se esquecer dos problemas, não enfrentá-los, muitas vezes, por causa da dor que isso provoca. Vamos pegar um exemplo: se você tem uma dor de dente contínua e intensa mas evita ir ao dentista por medo da anestesia-isso é fuga. Mas se você vai ao dentista , enfrenta  seus medos, suporta os barulhos irritantes, o ambiente estressante e o incômodo da agulha da anestesia mas consegue extrair o dente doloroso para sempre- isso é libertação. Viver é doloroso-já dizia Buda. Nascer é doloroso, ganhar a vida é doloroso, enfrentar os desafios diários e, finalmente, morrer é doloroso. O caminho da libertação da dor não está em fugir- mas em enfrentar a dor sem medo pois somente desta forma pode surgir a compreensão e, daí, a libertação. Excetuando-se dores de ordem física, as dores psicológicas , emocionais e espirituais podem ser completamente erradicadas, ou minimizadas ao máximo. Na fuga não há libertação,  na libertação não há fuga e e só há libertação quando não há fuga. (Alsibar)

2 comentários:

  1. Se existe dor espiritual é porque existe espírito. Essa premissa não tem origem na crença?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Troque a palavra " espiritual" por existencial.

      Excluir